Open Conference Systems, V JORNACITEC

Tamanho da fonte: 
ANALISE DE VIABILIDADE ECONOMICA DO PLANTIO DE BATATA SAFRA “DAS ÁGUAS”
Larissa Almeida Barros, Giovane Santos, Fernando Machado Silva

Última alteração: 2016-10-06

Resumo


Giovane dos Santos1, Larissa Almeida Barros1, Fernando Machado da Silva1Maria Clara Ferrari2

1Discentes da Faculdade de Tecnoloiga de Itapetininga do curso de tecnologia em Agronegócio,larissabarros58@hotmail.com

2Professora Especialista da Faculdade de Tecnologia de Itapetininga

 

1INTRODUÇÃO

A batata (Solanum tuberosum L.) é a terceira cultura alimentar mais importante do planeta, ficando atrás somente do trigo, do arroz e do milho. Estima-se que mais de um bilhão de pessoas consomem batata diariamente no mundo. No cenário mundial a China com participação de 22% se destaca na produção global, seguidos por Índia, Rússia, Ucrânia, Estados Unidos, Alemanha e com apenas 1% Brasil (FAOSTAT, 2009).

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, 2013), no Brasil, o estado que lidera na produção de batata é Minas Gerais, seguido pelo estado do Paraná e em terceiro encontra-se São Paulo com 624.412 toneladas de batatas, representando 17% do total produzido no país.

Na região de Itapetininga de acordo com o Instituto de Economia Agrícola, os municípios que lideram a produção de batata das águas são respectivamente: Itapetininga, São Miguel Arcanjo e Angatuba (IEA, 2016).

A exploração do Sitio Ouro Verde, iniciou com o Senhor Alcindo Leme de Barros, onde cultivava o necessário para subsistência da família que ali residia.

Na segunda geração Sr. Adão Leme de Barros, tomou gosto pela vida do campo e assumiu junto com o pai Sr. Alcindo os negócios da família.

Em 1990, começaram a aparecer às primeiras tecnologias no sítio, facilitando o aumento da produção e tendo maior rendimento lucrativo e no ano de 2008 a empresa começou a atividade do cultivo de grama esmeralda (Zoysia japônica), onde até hoje desenvolve essa atividade.

Hoje, a empresa rural se encontra em nível estável, possuindo galpões, implementos agrícolas e caminhões.

Na terceira geração, Larissa Almeida Barros, filha do Sr. Adão, junto com seus amigos Giovane dos Santos e Fernando Machado tiveram o propósito de avaliar a viabilidade de desenvolver o cultivo de batata inglesa (Solanum tuberosum) da variedade ágata da safra das águas, arrendando 10 hectares de sua família e contratando os seus serviços, utilizando o maquinário disponível e mão de obra.

A empresa rural esta localizada no bairro do Moquém, onde está aproximadamente a 19,9 km do município de Itapetininga e 180 km da capital de São Paulo, que conta com uma área aproximada de 27,6 hectares onde 24,9 produzem grama da variedade esmeralda (Zoysiajapônica), 2,7 é área de preservação permanente, os 10 hectares que será arrendado é onde pretende substituir a grama esmeralda (Zoysiajapônica), por batata inglesa (Solanum tuberosum) da variedade ágata.

Esse trabalho visa analisar a viabilidade da implantação da atividade de batata inglesa (Solanum tuberosum) da variedade ágata da safra das águas, de acordo com o zoneamento agrícola ela pode ser plantada no município de Itapetininga entre os meses de setembro até janeiro e, colhida de acordo com o mês de plantio, entre dezembro e fevereiro, para esse período de cultivo foi projetada uma produtividade por hectare de 500 sacas de 50 kg.

Dessa cultura, buscando a captação de recursos por meio de financiamento bancário utilizando o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), com a taxa de juros de 2,5% ao ano, utilizando-se de mão de obra, máquinas e equipamentos terceirizados e como a como a cultura é uma atividade de alto risco, foi computado o uso do seguro rural a uma taxa de 3%.

 

2 MATERIAL E MÉTODOS

Um estudo de mercado foi realizado para verificar a competitividade do setor, sua oferta e demanda e como os preços oscilaram nesses últimos seis anos (2010 até 2016), pois a cultura nesse período muitos produtores não fazem o cultivo, tendo uma demanda maior pelo consumo, assim alavancando o preço e tendo um retorno acessível (AGRIANUAL, 2016).

O quadro 1 abaixo representa a  análise de SWOT Forças (Strengths), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidade (Opportunitie), Ameaças (Threats), para se definir os objetivos, metas e ações a serem desenvolvidas (ALBERT HUMPHRE, 1970).

Quadro 1. Análise de SWOT

PONTOS FORTES

  • Boa localização;
  • Solo com boas características, classificado como solo de classe I;
    • Os sócios possuem conhecimento teórico no gerenciamento e comercialização da cultura
    • Área própria para expandir as atividades.
    • Infra-instrutora adequada.

PONTOS FRACOS

  • Indisponibilidade dos recursos hídricos;
  • Falta de experiência pratica dos sócios e dos colaboradores na cultura;
  • A propriedade não tem ordem de capitação de água (OUTORGA)

 

 

 

OPORTUNIDADES

  • Linha de crédito disponível;
  • Alto consumo de batatas;
  • Disponibilidade de auxilio técnico
  • Estação climática bem definida
  • Disponibilidade de um técnico de segurança do trabalho.

 

 

AMEAÇAS

  • Oscilação de preço;
  • Clima (seca, granizo)
  • Fitossanitários (doenças e pragas);
  • Grandes produtores de batata.
  • Escassez de mão de obra na colheita, pela concorrência existente.

 

Fonte: (Autores,2016).

3 RESULTADOS E DISCUSSÕES

Nas tabelas a baixo será apresentado os orçamentos para o cultivo de 1 hectare de batata das águas, na propriedade arrendada, para a safra 2016/ 2017.

A tabela 1 e tabela 2 mostram os custos operacionais efetivos para a implantação da cultura que somam o valor de R$ 25.674,76. Na tabela 3 é mostrado os custos indiretos considerando o valor do arrendamento e outras despesas apresentando um valor de R$ 4.053,36, totalizando um custo de R$ 29.728,11 por hectare projetando para os 10 hectares finaliza-se com um valor total de R$ 297.281,10.

 

Tabela 1. Custo operacional efetivo com serviços

Descrição

Especificação

V.U.

Qtda    Valor

Operações

Calagem

HM Tp 65cv. 4x2 + distr. de calc. 2,3 m3

122,70

0,50

61,35

Aração

HM Tp 120cv. 4x4 + ar. 5x28"

208,06

2,00

416,12

Gradagem leve

HM Tp 120cv. 4x4 + gr. niv. 52x20"

195,13

0,50

97,57

Enxada Rotativa

HM Tp 65cv. 4x2 + enxada rotativa

112,16

3,00

336,47

Sulcamento e Adubação

HM Tp 120cv. 4x4 + sulcador de 2 linhas

178,41

1,50

267,61

Plantio

Homem-dia

81,26

10,00

812,60

Aplicação de Herbicida

HM Tp 65cv. 4x2 + pulv. barras 12m 2000 l

187,05

1,00

187,05

Carpa+amontoa+adub cob.

HM Tp 65cv. 4x2 + cultivador/adubador

112,16

1,50

168,23

Amontoa repasse

Homem-dia

81,26

2,50

203,15

Pulverizações

HM Tp 65cv. 4x2 + pulv. barras 12m 2000 l

187,05

4,68

875,39

Transporte interno

HM Tp 65cv. 4x2 + carreta 4t

100,64

5,00

503,21

Arranquio

HM Tp 120cv. 4x4 + arrancador 2 linhas

175,92

2,00

351,84

Cata manual

R$ / saco

2,47

500,00

1.232,84

Subtotal (1)

 

 

 

5.513,43

Fonte: Autores, 2016

 

Tabela 2. Custo operacional efetivo com insumos

 

Descrição

Especificação

V.U.

Qtda          Valor

 

 

Insumos

 

 

Calcário Dolomítico

R$/tonelada

171,53

4,00

686,10

 

Fertilizante 04-14-08

R$/tonelada

1.500,85

3,60

5.403,05

 

Fertilizante 20-00-20

R$/tonelada

2.036,86

0,50

1.018,43

 

Termofosfato

R$/tonelada

2.036,86

0,72

1.466,54

 

Sementes

R$/caixa

87,91

60,00

5.274,40

 

Herbicidas

R$/kg/litro

37,56

6,25

234,78

 

Fungicidas

R$/kg/litro

38,49

53,00

2.039,76

 

Inseticidas

R$/kg/litro

38,64

103,00

3.979,52

 

Espalhante Adesivo

R$/litro

12,50

4,70

58,75

 

Subtotal (2)

 

 

20.161,33

Fonte: Autores, 2016

 

 

Tabela 3. Custo Indiretos

Descrição

Especificação

V.U.

Qtda     Valor

 

 

Transporte Pessoal

% Subtotal (A+B)

1,00%

1,00

256,99

 

Assistência Técnica

R$/ha

934,81

1,00

934,81

 

Contábil/Escritório

R$/ha

350,55

1,00

350,55

 

Luz / Telefone

R$/ha

218,00

1,00

218,00

 

Arrendamento

R$/ha

1.350,00

1,00

1.350,00

 

Impostos

% Comercialização

2,30%

1,00

943,00

 

Subtotal C

 

 

4.053,36

 

Fonte: Autores, 2016

Na tabela 4, verifica-se que os resultados obtidos nas projeções em que indicam um indice de lucratividade de 27,49% que mostra a taxa disponível de receita da atividade após o pagamento de todos os custos operacionais, encargos, etc.

 

Tabela 4. Indicadores de resultados

Descrição         Valor

Custo Total (R$/ha)

29.728,11

Produção 10hectare sc/ha

 

 

500

Preço médios pagos ao produtor (R$/sc 50Kg)

 

 

82,00

Receita (R$/ha)

 

 

41.000,00

Resultado (R$/ha)

 

 

11.271,89

Custo Total (R$/sc 50 kg)

 

 

59,45

Resultado (R$/sc 50 kg)

 

 

22,54

Margem sobre a venda

 

 

27,49%

Fonte: Autores, 2016

 

4 CONCLUSÕES

 

Analisando os resultados obtidos do projeto da empresa rural, mostra que a região de Itapetininga é viável para a implantação do cultivo da batata inglesa da safra da águas, com busca no escritório de desenvolvimento rural, mostrou-se que a região e favorável para se produzir batatas, em análise de pesquisas de mercado foi evidenciado que batatas das águas a demanda e maior, a região conta também com bancos que disponibiliza recurso como financiamento e seguro rural aos produtores, obtendo funcionários com nível de trabalhos qualificados. Como o trabalho mostrou viável o investimento durante o decorrer dos cinco anos será feito os seguintes investimentos que mostra o indicador de desempenho no quadro 2 a seguir:

Quadro 2. Indicador de Desempenho

Objetivos / Metas estratégicas

Indicador

Meta para o indicador

Nível atual

Status

Status

Expansão da área de produção

Área atual

Meta

20 ha

0 ha

0/20 = 0%

 

Investimento em máquinas e em equipamentos

Valor total de equipamentos comprados

Meta

50%

R$0,00

0/1.000.000 = 0%

 

Providenciar outorga

Qtde de outorgas

Outorgas conseguidas

1

0

0/1=0%

 

Indicadores de desempenho, (autores, 2016).

 

5 REFERÊNCIAS

 

AGRITEMPO. Sistema de monitoramento Agro meteorológico, Disponível em: <http://www.agritempo.gov.br/publish/zoneamento/sp/ > .Acesso em 03 mar.2016

 

INSTITUTO DE ECONOMIA AGRICOLA.Valor de terra nua, Disponível em:

<http://ciagri.iea.sp.gov.br/nia1/precor.aspx?cod_tipo=1&cod_sis=8>. Acesso em 17 mar. 2016

 

ASSOCIAÇÂO DE BATATICULTORES, História da batata, Disponível em:

<http://www.abbabatatabrasileira.com.br/2008/capa.asp>. Acesso em 20 abril. 2016

 

DORNELAS, José Carlos Assis, 1971. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios / José Carlos Assis Dornelas. - 3.ed. - Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. - 5ª Reimpressão.

 

LOPES, Frederico Fonseca. Agroperformance: um método de planejamento e gestão estratégica para empreendimentos agro visando alta performance / Frederico Fonseca Lopes, organizador; prefácio de José Eugênio Resende Barbosa, Roberto Hugo Jank Jr., Walter Horita. -- São Paulo: Atlas, 2012.



Texto completo: PDF