Open Conference Systems, V JORNACITEC

Tamanho da fonte: 
ESTUDO CASUÍSTICO DE EXAMES RADIOGRÁFICOS EM AVES REALIZADOS NOS ÚLTIMOS 12 ANOS
Jeana Pereira Silva, Michel Campos Vettorato, Luiz Carlos Vulcano

Última alteração: 2016-11-10

Resumo


Este estudo teve como objetivo realizar um estudo retrospectivo dos laudos radiográficos do setor de Diagnóstico por Imagem do Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ) da UNESP de Botucatu, entre o período de 2003 a 2015, visando estabelecer a casuística de cada espécie de aves atendidas. Para a sua eleboração, foi realizado o levantamento de todos os exames radiográficos realizados em aves, domésticas e silvestres, durante o período de setembro de 2003 e dezembro de 2015. Os laudos e imagens foram avaliados por dois médicos veterinários com especialização na área de diagnóstico por imagem, sendo obtidos os seguintes dados: ordem, gênero e espécie. Em seguida as informações obtidas foram avaliadas através do programa de computador Microsoft®Excel 2013. Durante esse período foi catalogadas um total de 1198 exames radiográficos pertencentes a 21 ordens e 60 diferentes espécies, todas as aves radiografadas foram atendidas no Centro de Medicina e Pesquisa de Animais Selvagens (CEMPAS), que após passarem por exames clínicos e laboratoriais, foram encaminhadas para o Serviço de Diagnóstico por Imagem. Dos 1198 exames radiográficos realizados nos últimos 12 anos, a ordem dos Psittaciformes apresentou o maior número (43,65%), sendo a espécie Nymphicus hollandicus (Calopsitas) pertencente ao gênero Nymphicus a espécie prevalente (50,09%), seguidos dos papagaios do gênero Amazona sp (22,17%). Arnault, (2006) realizou um estudo radiográfico das afecções do sistema esquelético em aves e obteve uma prevalência da ordem dos Psittaciformes (64,68%); Santos et al. (2008), obteve o Serinus canarius (Canário-belga) pertencente a ordem Passeriforme, nesse mesmo estudo o Nymphicus hollandicus obteve um valor de 8,52% das 253 aves atendida. No entanto, neste estudo, a ordem dos Passeriformes foi de 4,92%, sendo que a espécie Serinus canarius apresentou um percentual de 28,81%, totalizando em apenas 1,41% de todas as aves atendidas. Por meio do levantamento realizado, nota-se uma grande ocorrência de exames radiográficos de aves, em especial da ordem dos Psittaciformes. No entando há a necessidade de estudos mais detalhados que abordem as alterações radiográficas para cada espécie de aves atendidas durante o mesmo periodo.


Texto completo: PDF