Open Conference Systems, IV JORNACITEC

Tamanho da fonte: 
RASTREABILIDADE DE PRODUTOS DERIVADOS DE CARNE SUÍNA UTILIZANDO O CÓDIGO QUICK RESPONSE – QR-DROID.
Alex Bento Barbosa, Geraldo de Nardi Junior

Última alteração: 2015-09-22

Resumo


A produção de carne suína no Brasil vem crescendo aproximadamente 4% ao ano, sendo que Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, são os principais estados produtores (MAPA, 2015).

A carne suína é a proteína animal mais consumida no mundo. No Brasil o consumo ainda estar abaixo de países da Europa e do Oriente, e a maior parte do consumo de carne suína no Brasil provém de produtos processados, como embutidos e defumados (LUDEWIG et al. 2010).

Nesse trabalho o enfoque será no uso do QR Code ou código qr em português, que nada mais é que um código de barras em 2D, e que assim como os códigos de barras normais tem sua leitura feita por scanners. Essa tecnologia tem ganhado muito destaque atualmente, pois a leitura do QR Code pode facilmente ser feita por quase todos os smartphones, que com o auxilio de um software de leitura, os códigos são codificados em textos e links que direcionam a um conteúdo especifico (SEBRAE, 2014).


Texto completo: PDF